website
Saltar para o conteúdo

Entrega em todo o mundo

Últimas notícias

10 mitos sobre a menstruação que toda mãe deveria discutir com suas filhas

por HwangAlex 16 May 2023 0 comentários

10 mitos sobre a menstruação que toda mãe deveria discutir com suas filhas

Apesar da menstruação ser um processo natural e comum, ainda existem muitas comunidades que mantêm conceitos errados e crenças ultrapassadas sobre o assunto. Por exemplo, alguns acreditam que tocar num frasco de picles ou preparar sushi durante a menstruação pode estragar a comida. Outras pensam que entrar no templo, tomar banho com familiares ou beber leite de vaca durante a menstruação pode ter efeitos negativos. Em casos extremos, as mulheres ficam isoladas em galpões escuros, longe de outras pessoas, durante todo o período menstrual.

Estas crenças podem parecer absurdas para muitos de nós, mas infelizmente ainda prevalecem em algumas partes do mundo. Mesmo nos países ocidentais, existem mitos e conceitos errados sobre a menstruação que foram transmitidos de geração em geração, perpetuando falsas crenças e estigma.

Diferenciar entre facto e ficção é crucial para criar um ambiente mais seguro e informado para a menstruação. Ao educar-nos a nós próprios e às nossas filhas sobre os factos, podemos ajudar a dissipar mitos, promover a clareza e fomentar a confiança. É essencial desafiar estes conceitos errados e trabalhar para um mundo onde a menstruação seja compreendida e aceite sem estigma ou discriminação.

MITO NÃO. 1: A MENSTRUAÇÃO ESTÁ SUJA

O equívoco de que a menstruação é suja ou impura é uma crença generalizada que se manifesta de várias maneiras em todo o mundo. Pode variar desde comentários casuais de repulsa ao discutir períodos até práticas culturais mais extremas. Por exemplo, no oeste do Nepal, a agora proibida tradição de Chhaupadi determinava que os indivíduos menstruados fossem isolados em barracões fora das suas casas porque eram considerados “impuros”.

Na realidade, a menstruação não é impura nem suja; é simplesmente uma função corporal natural. Durante o ciclo menstrual, o corpo elimina o revestimento do útero, que inclui um pouco de sangue e tecido extra que foi preparado para uma possível gravidez. Quando a gravidez não ocorre, esse revestimento não é mais necessário e é expelido do corpo.

É importante desafiar a noção de que a menstruação é suja ou impura e, em vez disso, reconhecê-la como um processo normal e saudável. Ao promover a educação e a compreensão, podemos acabar com o estigma que rodeia os períodos e criar uma sociedade mais inclusiva e informada.

MITO NÃO. 2: OS PERÍODOS DEVEM SER MANTIDOS PRIVADOS E NÃO DISCUTIDOS

Ao contrário da crença popular, a menstruação é uma função corporal natural e rotineira que ocorre em muitas pessoas. Não é algo que deva ser envolto em segredo ou tabu. A menstruação não é suja, não atrapalha as atividades diárias como frequentar a escola ou praticar esportes, e não é algo misterioso ou vergonhoso.

Assim como qualquer outra função corporal, a menstruação não precisa ser mantida oculta ou silenciada. Embora seja compreensível que algumas pessoas prefiram manter os seus assuntos pessoais privados, é importante desafiar a noção de que a menstruação deve ser uma fonte de vergonha. Discussões abertas e educação sobre a menstruação ajudam a quebrar os estigmas e a criar um ambiente mais favorável e inclusivo para todos.

Ao normalizar as conversas sobre a menstruação e promover a educação sobre a saúde menstrual, podemos capacitar os indivíduos a abraçar os seus corpos e eliminar a vergonha e o segredo desnecessários que rodeiam a menstruação.

MITO NÃO. 3: OS PERÍODOS DEVEM DURAR SEMPRE UMA SEMANAFree Set of monthly calendars with weekly dates Stock Photo

É importante compreender que os ciclos menstruais podem variar muito de pessoa para pessoa. Embora alguns indivíduos possam ter períodos que durem cerca de uma semana, é perfeitamente normal que os períodos sejam mais curtos ou mais longos. O comumente mencionado “ciclo de 28 dias” é apenas uma média, e muitas mulheres não têm ciclos consistentemente regulares.

Fatores como idade, alterações hormonais, estresse e condições de saúde subjacentes podem influenciar a duração e a regularidade dos ciclos menstruais. Para os adolescentes, é comum experimentar períodos irregulares, pois seus corpos ainda estão se ajustando e estabelecendo um padrão regular. À medida que as mulheres atingem a idade adulta, um período “regular” pode variar de 21 a 35 dias.

É essencial reconhecer e respeitar as variações individuais dos ciclos menstruais e não impor expectativas rígidas sobre a duração dos períodos. Se tiver dúvidas sobre a duração ou irregularidade do seu ciclo menstrual, é sempre aconselhável consultar um profissional de saúde para orientação e apoio personalizados.

MITO NÃO. 4: VOCÊ PERDE UMA QUANTIDADE SIGNIFICATIVA DE SANGUE DURANTE O PERÍODO

Ao contrário da crença popular, a quantidade de sangue perdida durante o período menstrual é muitas vezes muito menor do que normalmente se supõe. Em média, as mulheres perdem apenas cerca de 2 a 3 colheres de sopa de sangue durante a menstruação. Mesmo para aqueles que apresentam sangramento mais intenso, conhecido como menorragia, a quantidade normalmente não excede 4 colheres de sopa.

É importante observar que menstruações intensas, embora não indiquem necessariamente um problema, podem ser perturbadoras e exigir atenção médica. Se você precisar trocar absorventes ou tampões com mais frequência do que a cada poucas horas, sangrar por um longo período de tempo (além de sete dias) ou apresentar sintomas de anemia, é aconselhável consultar um profissional de saúde.

Eles podem avaliar seus sintomas, avaliar quaisquer possíveis causas subjacentes e fornecer orientação e opções de tratamento adequadas para controlar eficazmente o sangramento menstrual intenso. Lembre-se de que procurar aconselhamento médico é importante para garantir o seu bem-estar e resolver quaisquer preocupações que possa ter sobre a sua saúde menstrual.

MITO NÃO. 5: O SANGUE DO PERÍODO TEM UM CHEIRO FRUTO

É um equívoco comum pensar que o sangue menstrual tem um cheiro ruim. Na realidade, o sangue menstrual em si não tem odor. É composto de sangue e tecido uterino que se desprende durante a menstruação. Quando exposto às bactérias que ocorrem naturalmente na vagina e misturado com o ar, pode desenvolver um cheiro ligeiramente diferente, mas é altamente improvável que outras pessoas possam detectá-lo. Você já conseguiu sentir o cheiro quando outra pessoa estava menstruada? Mais provável que não.

É importante observar que cada pessoa tem seu cheiro único e o odor vaginal pode variar entre os indivíduos. A vagina tem seu próprio aroma natural que é influenciado por fatores como dieta, práticas de higiene e flutuações hormonais. Ao contrário do que alguns anúncios podem sugerir, as vaginas não precisam cheirar a flores. Manter uma boa higiene tomando banho diariamente é geralmente suficiente.

No entanto, se você notar um odor forte de peixe ou qualquer outro cheiro incomum acompanhado de coceira, irritação ou secreção incomum, isso pode indicar um problema subjacente, como infecção por fungos ou vaginose bacteriana. Nesses casos, é recomendável consultar um profissional de saúde para diagnóstico e tratamento adequados. Lembre-se de que é normal que a vagina tenha cheiro próprio, mas quaisquer alterações significativas ou odores preocupantes devem ser tratadas por um profissional médico.

MITO NÃO. 6: TPM É IMAGINÁRIA OU PSICOLÓGICA

A síndrome pré-menstrual (TPM) é uma condição real e comum que afeta muitas meninas e mulheres. É caracterizada por uma série de sintomas físicos e emocionais que normalmente ocorrem uma a duas semanas antes da menstruação. Esses sintomas podem incluir acne, inchaço ou ganho de peso, dores de cabeça, dores nas articulações, desejo por comida, alterações de humor, depressão, irritabilidade, ansiedade e sensibilidade nos seios. Acredita-se que eles sejam influenciados pelos níveis flutuantes de estrogênio e progesterona durante o ciclo menstrual.

Os ginecologistas reconhecem que a maioria das meninas e mulheres apresentará pelo menos um sintoma de TPM todos os meses. A gravidade e os sintomas específicos podem variar muito de pessoa para pessoa. A TPM não está simplesmente “tudo na sua cabeça”, mas uma resposta fisiológica real às alterações hormonais no corpo.

É importante reconhecer e abordar os sintomas da TPM, pois eles podem afetar significativamente o bem-estar e o funcionamento diário de uma pessoa. Se sentir sintomas perturbadores ou angustiantes, é aconselhável consultar um profissional de saúde que possa fornecer orientações e sugerir estratégias de tratamento adequadas.

MITO NÃO. 7: NADAR DURANTE O PERÍODO ATRAI TUBARÕES

Ao contrário do mito de que nadar durante a menstruação atrai tubarões, não há evidências que apoiem esta afirmação. Os tubarões não são especificamente atraídos pelo sangue menstrual, e a quantidade de sangue normalmente perdida durante um período não é significativa o suficiente para chamar a sua atenção.

Na verdade, nadar durante a menstruação é perfeitamente seguro e não deve ser motivo de preocupação. Quando você está na água, a pressão da água pode realmente ajudar a impedir que o fluxo menstrual entre na água. Além disso, o uso de produtos como absorventes internos ou roupas de banho menstruais projetadas para menstruação pode fornecer proteção adicional contra vazamentos. Se você está realmente preocupado com ataques de tubarão enquanto nada durante a menstruação, você pode usar Beautikini's trajes de banho de época.

É importante lembrar que o sangue menstrual é uma mistura de tecido, muco e uma pequena quantidade de sangue e não é considerado impuro ou anti-higiênico. Práticas de higiene adequadas, como o uso de produtos menstruais apropriados e a manutenção de bons cuidados pessoais, podem ajudar a garantir conforto e confiança ao nadar ou praticar qualquer atividade aquática durante a menstruação.

MITO NÃO. 8: SINCRONIZAÇÃO DE PERÍODO ENTRE AMIGOS É REALFree Girl in White Shirt Lying on Brown Textile Stock Photo

Ao contrário da crença popular, não há evidências científicas que apoiem a ideia de que os ciclos menstruais sejam sincronizados entre amigos ou pessoas que passam muito tempo juntos. Um estudo realizado há alguns anos desmascarou a noção de sincronização do período, revelando que as variações na duração do ciclo são mais provavelmente a razão pela qual alguns indivíduos podem menstruar ao mesmo tempo que seus amigos.

Embora a ideia de sincronização de períodos possa ser intrigante e até divertida de se pensar, é importante confiar em evidências científicas. O momento dos ciclos menstruais é influenciado por padrões hormonais individuais e não por fatores externos como a lua ou a proximidade de outras pessoas menstruadas.

Compreender os factos sobre os ciclos menstruais pode ajudar a dissipar conceitos errados e promover informações precisas sobre este processo natural do corpo.

MITO NÃO. 9: EVITE EXERCÍCIOS DURANTE O PERÍODOFree Woman Meditating Beside her Dog Stock Photo

Ao contrário da crença popular, não há necessidade de evitar exercícios durante a menstruação. Na verdade, praticar atividade física pode ser benéfico e ajudar a aliviar os sintomas associados à TPM (síndrome pré-menstrual) e às cólicas menstruais. O exercício aumenta o fluxo sanguíneo e o fornecimento de oxigênio aos músculos, o que pode ajudar a reduzir o desconforto e promover o bem-estar geral durante esse período.

É importante ouvir o seu corpo e escolher exercícios com os quais você se sinta confortável. Exercícios leves a moderados, como caminhada, natação, ioga ou aeróbica de baixo impacto, podem ser excelentes opções. No entanto, se sentir dor ou desconforto intenso, é aconselhável consultar seu médico para obter aconselhamento personalizado.

Lembre-se de que permanecer ativo e manter um estilo de vida saudável pode contribuir para uma melhor saúde menstrual e para o bem-estar geral ao longo do ciclo.

MITO NÃO. 10: FALAR COM SUA FILHA SOBRE OS PERÍODOS ANTES DE COMEÇAR VAI ASSUSTÁ-LA

Ao contrário deste mito, a comunicação aberta e de apoio sobre a menstruação com a sua filha antes de ela começar a menstruar é crucial e pode realmente aliviar o medo e a ansiedade. Ao fornecer-lhe informações precisas e responder a quaisquer dúvidas ou preocupações que ela possa ter, você pode capacitá-la a navegar neste processo natural com confiança e compreensão.

Iniciar a conversa sobre a puberdade e os períodos numa idade precoce, normalmente nos anos do ensino primário, permite uma educação gradual e adequada à idade. Esta discussão contínua ajuda a normalizar a menstruação e prepara a sua filha para as mudanças físicas e emocionais que a acompanham.

Ao apresentá-la a produtos relacionados ao período, como Beautikini Cuecas pré-período, você pode ajudá-la a se sentir mais confortável e preparada quando chegar a primeira menstruação. Essas roupas íntimas especializadas podem proporcionar tranquilidade e eliminar preocupações com possíveis vazamentos.

Lembre-se de que a comunicação aberta e de apoio promove uma atitude saudável em relação à menstruação e equipa a sua filha com o conhecimento e as ferramentas de que necessita para gerir os seus períodos com confiança.

Se o seu filho adolescente estiver na idade apropriada, é importante ter discussões abertas e honestas sobre relações sexuais. Abordar conceitos errados sobre gravidez e menstruação é uma parte crucial desta conversa. Embora seja menos provável engravidar durante a menstruação, ainda é possível. A ovulação pode ser imprevisível e os ciclos menstruais podem variar em duração.

Ao fornecer informações precisas sobre saúde reprodutiva e enfatizar a importância da contracepção, você pode ajudar seu filho adolescente a tomar decisões informadas e a compreender os riscos potenciais associados à atividade sexual a qualquer momento durante o ciclo menstrual.

Incentivar o comportamento sexual responsável, incluindo o uso de contracepção para prevenir gravidezes indesejadas, é essencial para o seu bem-estar geral e para a saúde reprodutiva futura.